Páginas

09 dezembro 2014

Pensa em um filme que me fez chorar!


25 março 2014

Fazendo arte....



21 fevereiro 2014

Fazendo arte

Pano de prato da semana,

12 fevereiro 2014

Pano de prato,

11 fevereiro 2014


 Eu Depois dos 40.
Então ,chegou esse dia ...Quando se faz 15 é um pulo para os 18.
Dos 18 aos 40 num estalar de dedos.
Ai Deus ,que venha os enta....
A medida que envelheço e convivo com outras pessoas mais jovens, valorizo mais ainda as mulheres que estão acima dos 30.
 Elas não se importam com o que você pensa, mas se dispõem de coração se você tiver a intenção de conversar. Se ela não quer assistir ao jogo de futebol na tv, não fica à sua volta resmungando, vai fazer alguma coisa que queira fazer...Sem cobranças e chateações...
E geralmente é alguma coisa bem mais interessante.
 Ela se conhece o suficiente para saber quem é, o que quer e quem quer. Elas não ficam por interesse ,dinheiro ,carro.... 
Mulheres se tornam psicanalistas quando envelhecem...
Você nunca precisa confessar seus pecados... elas sempre sabem..... 
Mulheres mais velhas são diretas e honestas. 
Elas te dirão na cara se você for um idiota, caso esteja agindo como um!
Você nunca precisa se preocupar onde se encaixa na vida dela. Basta agir como homem e o resto deixe que ela faça... Infelizmente isto nem sempre acontece com os homens, pois para cada mulher com mais de 30 anos, estonteante, bonita, mãe e dona de casa , existe um careca, pançudo de  bermudões  bancando o bobo para uma garota de 19 anos...
Fazer o que se isso é bom para seu próprio ego....
 
Como disse Arnaldo Jabor 
 "Porque comprar a vaca, se você pode beber o leite de graça?", 
aqui está a novidade para vocês:
 Hoje em dia 80% das mulheres são contra o casamento e sabem por quê?
"Porque as mulheres perceberam que não vale a pena comprar um porco inteiro só para ter uma lingüiça!".
Nada mais justo!
Vivianne...

03 fevereiro 2014

Fazendo arte....Pano de prato



10 novembro 2012

Lindo !

Escrito por Keka Demétrio
.

Quero o direito de estar gorda! De entrar em uma churrascaria e comer sem que as pessoas fiquem me observando. Porque as pessoas sempre observam nossos pratos, mas conheço muito magro que come muito mais do que eu.
Quero o direito de frequentar clubes, piscinas e praias sem que as pessoas achem um absurdo eu estar com aquele maiô que expõe minhas celulites e meus fartos seios! Quero o direito de entrar em uma academia e ninguém ficar me olhando torto, porque eu também tenho o direito de exercitar o meu corpo. Aliás, penso que até mais do que quem me olha. Quero o direito de me acabar em uma pista de dança sem que as pessoas me critiquem.
Quero usar a roupa que me convier, sem que meçam a mim da cabeça aos pés. Quero poder me maquiar e me arrumar, sem receio de parecer ridícula. A sensação que tenho é que gordos não podem se arrumar, parece que estamos afrontando aos que acreditam estar dentro de uma beleza perfeita.
Quero o direito de comer uma barra de chocolate sem que seja censurada por isso. Quero poder dizer não à salada quando eu quiser comer massa. E quero poder dizer sim à Coca Light porque simplesmente eu prefiro, e não porque é menos engordativa.
Quero poder escolher minhas lingeries sexy nas araras das lojas, mas quero também poder usar aquela calcinha enorme de algodão que me deixa com ar de menina travessa combinada com aquele camisetão, um rabo de cavalo, pantufas e bons filmes na TV!
Quero o direito de me empolgar com o gato da rua de cima de casa sem que as pessoas achem que ele jamais iria me querer porque estou gorda. Quero o direito de acreditar que posso ser excelente profissional, mulher, amiga, mãe, independente de estar gorda ou não!
Quero que as pessoas entendam que o que tenho aqui dentro é muito maior do que eles enxergam do lado de fora e, por isso, quero o direito de me achar linda, poderosa, e muito gostosa ao olhar no espelho. Quero o direito de ser eu mesma, com meus sonhos e desejos, alguns gordos e outros magros, nesse mundo onde as pessoas estão tão parecidas, tão sem gostos próprios, tão massificadas, tão "Maria vai com as outras". Quero o direito de ser e de fazer diferente, mesmo que isso incomode!
* Keka Demétrio é cristã, mãe, publicitária, professora universitária e escritora. É tida como porta-voz de muitas mulheres do universo Plus Size, compartilhando e aprendendo com elas muitas vivências por meio de colunas na Internet e dos vários eventos em que participa por todo o país. Fanpage: http://www.facebook.com/KekaDemetrio

03 novembro 2012

Vida



‎"A vida me ensinou...
 A dizer adeus às pessoas que amo, sem tirá-las do meu coração;
 Fazer de conta que tudo está bem quando isso não é verdade, para que eu possa acreditar que tudo vai mudar; Calar-me para ouvir; aprender com meus erros.
 A ser forte quando os que amo estão com problemas; Perdoar incondicionalmente, pois já precisei desse perdão; Amar incondicionalmente, pois também preciso desse amor; A alegrar a quem precisa; 
A pedir perdão; A sonhar acordado; A acordar para a realidade (sempre que fosse necessário); A aproveitar cada instante de felicidade; A chorar de saudade sem vergonha de demonstrar; A sentir a dor do adeus e do que se acaba, sempre lutando para preservar tudo o que é importante para a felicidade do meu ser"


14 outubro 2012

Leia meus direitos...




Tem alguém aí querendo ser algemada?



#Nossasenhoradoshomensperfeitos